insta

Visualizações
Um blog sobre design e fotos para vinhos com case studies, tutoriais e dicas de vinhos, design e fotografia.

Navigation Menu

Bag in Box


Produto que veio substituir os antigos garrafões  pela sua praticidade e plasticidade, reduzindo o espaço necessário de estocagem com acentuadas melhorias de conservação do produto , já que este é embalado a vácuo.

É simultâneamente garrafa e caixa, eliminando-se assim a rolha, o rótulo e a cápsula. Apenas é utilizado em vinhos de baixa gama, não só pela especificidade do produto, como também, e ainda, pela aceitação nos públicos por esse tipo de embalagem.

O tratamento gráfico a desenvolver nesses casos, não só por que as dimensões existentes são de 5, 10 e 20 litros, mas também atendendo a tipologia do produto/ mercado, deverá ser desenvolvido segundo conceitos baseados numa acentuação, quer através da cor, quer através de elementos plásticos que compõem a comunicação.

Contudo, essa embalagem, acreditamos, poderá condicionar produto de melhor qualidade. Nos países nórdicos esta tendência já se verifica, mas, nos países produtores de vinho por excelência , a mística da garrafa e todo ritual de sua abertura à mesa, continua associada a esta cultura.

É óbvio que não queremos com isso dizer que deveremos colocar um vinho que foi tratado em casco de madeira ou que precisa de estágio em garrafa, numa embalagem do tipo bag in box, mas, esta embalagem continuará a ser sempre mais económica para o produtor e consumidor e continuará a ter  custos reduzidos ao nível de produção, armazenamento e transporte.

No panorama nacional, o bag in box, por ser um produto que se destina a um mercado específico, não tem vindo a apresentar soluções gráficas e estéticas como já se verifica nas garrafas.Mas, acredito que com o mercado do vinho em expansão, a tendência será de maior cuidado por parte dos produtores e maior exigência, por parte dos consumidores, o que irá requerer do designer um maior esforço de desenvolvimento projetual e criativo

0comentários: